O Centro de Convivência da APAE de Vitória foi implantado em 2010 com a finalidade de promover autonomia, inclusão social e a melhoria da qualidade de vida das pessoas com deficiência intelectual ou múltipla acima de 14 anos e suas famílias.

Conta com uma equipe especializada e habilitada para prestação desse serviço, nas áreas de Serviço Social, Psicologia, Terapia Ocupacional, Nutrição, Fisioterapia, Artesanato, Marcenaria, Teatro, Congo.
As ações deste Centro prevêem a ampliação da rede de pessoas com quem as famílias e os aprendizes convivem e compartilham cultura, troca vivências e experiências. Os atendimentos são realizados através de oficinas temáticas e diversificados, preferencialmente em grupos de adolescentes ou adultos com até 15 participantes.
A intervenção promove a diminuição da exclusão social tanto do aprendiz quanto do cuidador/família, a sobrecarga do cuidador/família decorrente da situação de dependência/prestação de cuidados prolongados, bem como a interrupção e superação das violações de direitos que fragilizam a autonomia e intensificam o grau de dependência da pessoa com deficiência.

O Centro de Convivência da APAE de Vitória atende pessoas com deficiência intelectual e/ou múltipla e/ou transtorno do espectro do autismo, preferencialmente munícipes de Vitória, na faixa etária superior a 14 anos. É composto por três Programas: Profissionalizante, Ocupacional e Específico.

O Programa Profissionalizante prepara o aprendiz para ingressar no mercado de trabalho, em empresas particulares, oferecendo todo o acompanhamento/adaptação do usuário (aprendiz) no treinamento, como também, na pós-contratação. Além disso, oferece orientação aos familiares dos usuários (aprendizes), com o objetivo da formação do cidadão trabalhador. Prepara também a pessoa com deficiência intelectual e/ou múltipla, para o trabalho cooperativado e/ou autônomo, como também seus familiares.

Este programa também prevê a qualificação dos aprendizes através de cursos de capacitação e profissionalizantes (com certificado), entre os quais citamos:

Cozinha Experiental

– Padeiro e Confeiteiro (SENAC)
– Auxiliar de Cozinha (SESI)
– Ajudante de Cozinha (SESI)
– Culinária Básica (SESI)

– Salgadinhos para festa – básico (SESI)
– Pães, bolos e roscas caseiras (SESI)
– Biscoitos Caseiros (SESI)
– Chocolate e Ovos de páscoa
– Panetone
– Pizzas

O Programa Ocupacional tem como público os que não apresentem naquele momento, condições de serem submetidos a um processo de profissionalização, principalmente direcionada para sua máxima autonomia possível, aquisição de habilidades de vida prática, que venha garantir-lhes a inclusão sócio-familiar.
São desenvolvidas atividades sociais e grupais, com público na faixa de 14 a 65 anos atualmente, porém não há terminalidade para este programa. Além das oficinas com foco na manutenção e treinamento de habilidades cognitivas como memória, atenção, linguagem, coordenação motora, praxia entre outros, são realizados encontros com temáticas relacionadas a direitos, comportamento, atividades de vida diária, relações interpessoais e hábitos de vida saudáveis relacionados à alimentação e atividade física.

O Programa Específico consiste em oficinas e atendimento personalizado diante do quadro clínico apresentado pelo usuário com maior comprometimento cognitivo e comportamental.
Trabalhamos com intervenções individuais, ou em duplas, contemplando dessensibilização ou sensibilização tátil, seqüenciamento de ações, habilidades motoras e comunicativas/expressivas, entre outros possíveis diante do quadro.
Objetiva-se neste programa desenvolver habilidades sociais básicas que possibilitem a inclusão e permanência em grupos.